26/03/2020

Como lidar com o estresse e ansiedade durante a pandemia

Compartilhe:

Não é fácil lidar com tantas notícias ruins que estamos sendo expostos ultimamente. Com o crescimento do COVID-19 em todo o mundo e em nosso país, muitas pessoas estão sofrendo com crises de ansiedade e estresse pelo fato de termos que lidar com problemas de saúde, preocupação com nossos empregos, com a economia do país, com a velocidade em que o vírus se espalha e com os idosos que são o principal grupo de risco. Pensando nisso, a OMS (Organização Mundial da Saúde), disponibilizou algumas dicas para tentar amenizar um pouco este sofrimento e sobrecarga emocional que afeta a todos, principalmente pessoas que já sofrem de ansiedade:

1. Controle seu acesso a informações sobre o coronavírus

A quantidade e qualidade da informação que você acessa deve ser foco de atenção, segundo a OMS.
É importante controlar a quantidade de tempo que você passa assistindo, lendo ou ouvindo notícias que te trazem angústia. Uma sugestão é separar horários específicos do seu dia para fazer isso.
Outro cuidado importante é com as fake news. Informe-se com base em veículos confiáveis de informação e em fontes oficiais, como o site do Ministério da Saúde e da própria OMS.
Tome cuidado com informações falsas que circulam nos grupos de WhatsApp. Você pode ficar preocupado sem motivo, passar a informação para frente e preocupar mais alguém com base em algo que nem é verdade.

2. Use as redes sociais como aliadas

No momento em que muitas pessoas estão isoladas ou em quarentena, as redes sociais se tornam uma forma ainda mais importante de interação com os amigos e a família. E a própria OMS recomenda permanecer conectado por e-mail, redes sociais, videoconferência e telefone.
Por outro lado, também é nas redes sociais que muita gente pode encontrar informação falsa e ficar obcecado atrás de teorias da conspiração. Então aqui também vale a dica de selecionar o que você consome nas redes sociais: se tem algo te fazendo mal, silencie, deixe de seguir, exclua. Procure manter os canais de informação confiáveis e o contato com as pessoas que te fazem bem.

3. Seja solidário

Procure ajudar especialmente a quem precisa de assistência extra, como os idosos. A OMS lembra que ajudar alguém é um benefício para quem recebe e para quem dá essa ajuda.
Uma atitude muito bacana que a gente já viu no Brasil e no exterior foram pessoas mais jovens que ofereceram a vizinhos idosos a compra de produtos de mercado.

4. Pare e se escute

Durante os períodos de estresse, pare e preste atenção nas suas próprias necessidades e sentimentos.
Procure atividades que você goste e que te façam relaxar. Também faça exercícios regularmente (mesmo que adaptados a um novo contexto), mantenha uma rotina de sono e procure se alimentar de forma saudável. Tudo isso vai colaborar com o seu corpo e a sua mente.
E não se esqueça que agências de saúde pública e especialistas do mundo inteiro estão buscando soluções para enfrentar essa crise. Ou seja, não adianta se preocupar com o mundo e se esquecer de você.

5. Reconheça o trabalho dos profissionais de saúde

Já vimos nas redes sociais que as pessoas se organizaram para ir às janelas e varandas em um horário específico para aplaudir e agradecer as equipes médicas que estão atendendo pessoas que estão se recuperando da covid-19.
É essencial reconhecer os esforços dos profissionais dessa área, que trabalham dia e noite pela saúde dos pacientes infectados e por soluções para essa crise.

6. Espalhe histórias positivas

A OMS recomenda que as pessoas compartilhem histórias positivas sobre esse tema, como de pessoas que se recuperaram da covid-19 e compartilharam essa experiência.

Não dá para negar que estamos vivendo uma crise sem precedentes na história recente, mas é preciso também ver o que há de positivo em meio a essa situação.

Fonte: BBC News Brasil em Londres
 

Uma boa alternativa para passar o tempo e se distanciar um pouco de notícias ruins é fazer uso dos serviços que estão sendo disponibilizados na internet para a população. Transmissões ao vivo no Instagram com diversos conteúdos desde aulas de ginástica até mini cursos de culinária, canais fechados e também serviços de streaming que estão disponibilizando seus serviços gratuitamente por em média 30 dias para ajudar as pessoas nesse momento em que todos devem permanecer em casa. Outra dica para quem sofre com ansiedade (seja por causa da pandemia, ou pelo fato de ficar muito tempo fechado em casa) é praticar meditação ou exercícios de respiração, por meio de vídeos disponibilizados no YouTube.
É muito importante que neste momento todos nós estejamos unidos pelo mesmo propósito, que é frear a proliferação do COVID-19 ficando em isolamento social.
Nós da Coprel Telecom estamos fazendo o nosso máximo para que você consiga usufruir de uma internet de qualidade e possa assim usufruir de todas as ferramentas oferecidas pelas empresas para lutarmos contra o estresse e a ansiedade nesta quarentena.

Compartilhe:
Receba novidades e promoções exclusivas